COMPRANDO O MATERIAL ESCOLAR

Oi meninas,

Continuando sobre o tema vida escolar, mas agora vamos conversar sobre as compras do material escolar! O ano começou repleto de gastos e um dos maiores gastos desse período é com o material escolar da criançada. Se você quer comprar todo material escolar sem sair do orçamento e sem se endividar, se ligue nas dicas abaixo!

1 – Pesquise preços. Essa dica é muito importante, principalmente para quem tem mais de um filho em idade escolar, mas também pense no fator de qualidade. Às vezes um produto muito barato tem vida útil pouco durável, enquanto que um de qualidade melhor pode durar o triplo do tempo. Pegue a lista de material escolar antecipadamente para dar tempo de realizar a pesquisa de preços e fique de olho nas dicas que os grupos das redessociais indicam de lugares com materiais mais baratos.

2 – Não à compra de material coletivo. A lista de material  deve conter somente itens de uso exclusivo e restrito ao processo didático – pedagógico (que tenha por finalidade o aprendizado). O Estabelecimento de Ensino não pode exigir material de uso coletivo, como por exemplo grampeador, grampos, clips, cartolina, papel oficio, fita adesiva, copos, talheres, cartucho, apagado, álcool, algodão, giz para quadro negro, papel higiênico, sabonete etc.

3 – Observe a quantidade de material solicitado. Muitos pais pensam que a quantidade de material é abusiva, mas analise cada item. E aos pais que tem mais de um filho na escola ou, se a lista de material for muito grande, procurem a Direção da escola para viabilizar a entrega em duas etapas, uma no 1º semestre e a outra no 2º semestre.

4 – Fique atenta as garantias dos produtos. Exija a Nota Fiscal com discriminação de cada produto adquirido, pois essa é uma garantia Legal de produtos duráveis que é de 90 dias.

5 – Atente para o uso do cheque pré-datado. Quando a compra ocorrer com cheque pré-datado, exija que na Nota Fiscal seja informado o nome do banco, número do cheque, valor e vencimento. Caso haja descumprimento por Parte da empresa (depósito antes da data prevista) o consumidor poderá acionar o fornecedor na esfera judicial com ação indenizatória, além de formalizar reclamação junto ao Procon, para punição da empresa.

6 – Itens indevidos ou proibidos. Agora veja alguns itens que o PROCON considera indevidamente cobrados na lista de material escolar: cartolina, papel oficio, fita adesiva, estêncil, álcool, papel higiênico, artigos de limpeza e higiene, talheres e copos descartáveis, guardanapos, esponja para louça, giz branco ou colorido para quadro negro, grampeador, grampos, medicamentos, pasta suspensa, plástico para classificador, cartucho, apagador dentre outros materiais de uso coletivo.

7 – O que diz a legislação sobre a lista de material escolar.

– Material escolar é item de uso exclusivo do aluno e restrito ao processo didático-pedagógico e tem por finalidade o atendimento das necessidades individuais do estudante.

– Não é permitida a cobrança de taxa extra ou de fornecimento de material de uso coletivo dos alunos ou da instituição. Itens de higiene pessoal, álcool, apagador, grampeador, giz, pincéis para quadro, clipes, cartucho para impressora, envelopes, etiquetas, copos descartáveis, etc., são exemplos de materiais de uso coletivo.

– A lista de material deve ser acompanhada de um plano de execução, que deve descrever, de forma detalhada, os quantitativos de cada item de material e a sua utilização pedagógica.

– É permitido aos pais o fornecimento parcelado do material. A entrega deve ser feita com, no mínimo, 8 dias de antecedência do início das atividades.

– A escola é proibida por lei de exigir marca, modelo ou indicação de estabelecimento de venda do material, com exceção da venda do uniforme.

8 – Se possível faça compras coletivas ou compre no atacado. Essa dica é fera! Algumas lojas vendem no atacado com preços menores que as do varejo, por isso indico que os pais se juntem para comprar certos itens da lista formando um grande grupo de compra coletiva, economizando dessa forma um dinheirinho bom. Mas se você tem mais de um filho, também poderá comprar no atacado, gastando menos.

9 – Reutilize materiais anteriores. É possível reutilizar materiais de um ano para o outro, então veja o que pode aproveitar, isso vale para lápis, giz, lapiseira, caneta, uniforme, mochila e livros do filho mais velho (é possível fazer uma simples reforma nas camisetas e calças, que os torna possíveis de serem usados por mais um semestre ou mesmo customizar cadernos com preços mais em conta fazendo as capas dos sonhos dos seus filhos). Use sua imaginação e criatividade no aproveitamento e com certeza essas ideias serão bem divertidas e bem recebidas pelos pequenos.

10 – Compre meses antes do início das aulas. No período de volta às aulas os preços dos materiais escolares são absurdamente maiores, então nós pais podemos driblar esses preços comprando o material um pouco antes da maioria dos compradores. Isso seria o ideal, mas como não temos a lista bem antes, compre antecipadamente pelo menos o básico (tipo lápis, lápis de cor, canetinhas, estojos, papeis, colas dentre outros).

 

Segue link com muitas dicas dos preços de algumas lojas do DF feito pelo Procon, então Veja Aqui!

 

Segue vídeo com dicas na compra dos materiais escolar pelo Canal do You tube Poupando A2.

 

Se gostou, dê um like e compartilhe essa ideia…e se você tem alguma dica de economia, por favor comente e vamos conversar

Tags :
Voltar ao artigo anterior
Ir ao próximo artigo

Sobre Vanessa Almeida Moyses

Oi meninas, sou a Vanessa, Mãe de duas princesas, Bianca com 3 anos e Laura com 5 meses, alem disso sou dona de casa, professora escolar e blogueira. Tenho diversos hobbys, o que mais me realiza é ser mãe em tempo integral e descobrir como realizar as tarefas de maneira mais fácil e didático possível em benefício das minhas meninas.

Deixe uma Resposta

Prometemos não incomodar.
Os campos com * são obrigatórios.

*

Voltar ao Topo