MICROCEFALIA EM PAUTA

Oi meninas,

Eu vi essa semana no noticiário da tv sobre os casos de microcefalia do Nordeste e fui me antenar sobre.

Entenda primeiro como são os casos de microcefalia:

microNessa última terça feira o Ministério da Saúde confirmou a correlação da doença com a presença do vírus Zika no líquido amniótico de duas gestantes da Paraíba, decretou também estado de emergência em saúde pública devido à notificação de 268 casos só no estado do Pernambuco.

Além desses caso segundo Diário de Pernambuco há ainda 44 suspeitas em Sergipe, 39 no Rio Grande do Norte e 10 no Piauí. Ceará, Bahia e Paraíba, que anteriormente não haviam percebido anormalidade nos números, agora registram 9, 8 e 21 casos possíveis. O aumento expressivo ocorreu apenas na região Nordeste, mas o resto do país já está seguindo o procedimento elaborado pelo ministério e deve notificar as ocorrências por meio de formulário especial.

Isso quer dizer que com o resultado desse exame feito pelo laboratório do Instituto Oswaldo Cruz (Fiocruz) nas duas gestantes da Paraíba já podem ser correlacionados com os outros quase 400 casos registrados de microcefalia ainda neste ano em sete estados do Nordeste.

“O diagnóstico está quase fechado, porque não é esperado que exista o vírus zika em nenhum tecido do corpo humano. Isso revela infecção aguda pelo zika e, nesses casos, além de estar presente no organismo, ele passou para o feto. Então, é altamente provável que não seja apenas uma coincidência, mas que uma coisa é determinada pela outra”, afirmou Claudio Maierovitch, diretor do Departamento de Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde.

O vírus Zika pode ser transmitido pelo mosquito Aedes Aegypti, o mesmo mosquito da dengue e da chikungunya e dentre os sintomas leves temos a febre e as manchas avermelhadas pelo corpo.  Não há vacina ou tratamento específico para o zika. Então vale ressaltar a importância de que: precisamos reforçar no combate ao mosquito transmissor, o Aedes, e as mulheres quem pretendem engravidar nos próximos meses conversem com seus maridos, família e com seus médicos sobre os riscos e tomem a decisão de maneira informada.

Agora entenda o risco da microcefalia nos bebes.

36ef111bc4bac70ad94a703ab9b39b01A Microcefalia é uma condição neurológica em que o tamanho da cabeça é menor do que o tamanho típico para a idade do feto ou criança, no caso dos recém nascidos o parâmetro é 33 cms. É chamada também de Nanocefalia.

Ela se apresenta com um pequeno tamanho da caixa craniana, baixo crescimento cerebral e reduzido desenvolvimento do cérebro. Dependendo da causa a microcefalia pode apresentar-se como anomalia isolada ou associada a outros problemas de saúde e síndromes. Ou seja sem espaço para o cérebro se desenvolver, é esperado um sério déficit intelectual, atraso no desenvolvimento motor e da fala e também pode prejudicar o desenvolvimento do resto do corpo e causar convulsões.

Alem disso a microcefalia pode ser congênita, adquirida ou desenvolver-se nos primeiros anos de vida. Ela também pode ser provocada pela exposição a substâncias nocivas durante o desenvolvimento fetal ou estar associada com problemas ou síndromes genéticos hereditários.

Causas Congênitas:

  • Consumo de álcool durante a gravidez;
  • Diabetes materna mal controlada;
  • Hipotiroidismo materno;
  • Insuficiência placentária;
  • Anomalias genéticas;
  • Exposição a radiação de bombas atômicas;
  • Infecções durante a gravidez, especialmente rubéola, citomegalovírus e toxoplasmose.

Causas Pós-natais:

  • Má-formação do metabolismo;
  • Síndromes por problemas genéticos (como Síndrome de Rett);
  • Infecções intra-craneais (encefalite e meningite);
  • Intoxicação por cobre;
  • Hipotiroidismo infantil;
  • Anemia crônica infantil;
  • Traumas disruptivos (como AVC);
  • Insuficiência renal crônica.

Por isso mãezinhas observem o que consomem durante a gravidez! Não descuidem dos exames de pré-natal e pós-natal. Eu desejo uma boa gravidez a todas as futuras mamães e prometo escrever sobre o que precisa fazer para quem esta tentando ou pensando em engravidar…

 

Fontes: Diário de Pernambuco e Wikipedia

Fotos do corpo do texto retiradas da internet

 

Se gostou, dê um like e compartilhe essa ideia…e se você tem algum assunto de interesse, fato ou informe, por favor comente e vamos conversar.

Tags :
Voltar ao artigo anterior
Ir ao próximo artigo

Sobre Vanessa Almeida Moyses

Oi meninas, sou a Vanessa, Mãe de duas princesas, Bianca com 3 anos e Laura com 5 meses, alem disso sou dona de casa, professora escolar e blogueira. Tenho diversos hobbys, o que mais me realiza é ser mãe em tempo integral e descobrir como realizar as tarefas de maneira mais fácil e didático possível em benefício das minhas meninas.

Deixe uma Resposta

Prometemos não incomodar.
Os campos com * são obrigatórios.

*

Voltar ao Topo