VAI VISITAR, ENTÃO SE LIGUE NAS DICAS DE OURO!

Oi meninas,

Sei que esse tema é bem batido por todos os sites, blogs e afins mas eu gostaria muito de refletir sobre o assunto. Essa reflexão será inicialmente baseada em uma foto que vi no Facebook onde se via uma mãe recém parida deitada na cama do hospital e logo ao lado/frente o pai com o bebê no colo, a tia e a avó, todos os quatro de costas para a mãe. Cena típica, não é?! Mais alguém já vivenciou?! Claro que sim!!!

Mas então, como podemos agir diferente em relação a chegada do novo bebê, sem deixar a mãe, pai e os outros filhos de lado? Como ter o comportamento “ideal” na hora de visitar? Bem segue minhas dicas para ajudar você que irá visitar e você que gostaria de receber visitas:

  1. Primeiro de tudo, visitar logo no hospital ou em casa? Eu recomendo que você estude sutilmente o que a mãe prefere, antes do nascimento do bebê (mesmo assim pergunte à familia o que preferem quando o bebê nascer e avalie a melhor forma);
  2. Onde quer que seja a visita, evite visitar a família quando já estiverem com muitas visitas e evite fazer disso uma festa (muito barulho perto da família nos primeiros meses atrapalha muito);
  3. Cumprimente primeiro a mãe do bebê (todo mundo esquece da mãe do bebê, é incrível!), depois os outros filhos (se tiver), depois o pai (esse daqui é completamente esquecido, tadinhos!) e por ultimo o novo bebê;
  4. Faça a delicadeza de levar um mimo para a mãe (nem que seja uma canjica, uma garrafa de água de coco, uma cerveja preta ou algo assim);
  5. Por favor leve um mimo também ao filho mais velho (É muito sério isso, gente! É essencial para o processo de evitar o ciumes louco do mais velho – Pode ser uma cartela de adesivo ou uma bolinha daquelas que se compra por um real ou um esmalte ou um chaveiro ou uma mascara de super herói daquelas de EVA, qualquer coisa desse tipo);
  6. Não vou dizer para levar um mimo pro pai porque convenhamos, já tem mimo demais nessa história (Desculpa meu amor! Não se sinta rejeitado por isso, ok?! Mas se você não se importar em levar outro, leve!)
  7. Leve alguma coisa pro novo bebê, mas se você já deu isso antes seja no chá de fralda ou em uma visita informal à gravida, isso realmente não se faz necessário;
  8. Seja breve nessa visita e só vá visitar se avisar antecipadamente, pois pode ser que a mãe não queira receber visita naquele momento por algum motivo (por favor não se chateie por isso, pois é totalmente natural);
  9. Só pegue o bebê se a mãe realmente não se importar e por favor lave-as mãos (eu acho desnecessário falar isso, mas…);
  10. Se estiver um vidrinho de álcool visível (não é a toa), use-o após lavar suas mãos (toda “frescura” não é a toa);
  11. Por favor vá sem perfume forte ou nem use perfume, desodorante forte ou fume antes da visita (não vou falar quem é, mas tem uma pessoa da minha família que adora usar perfume e poe muito quando chega perto da Lala – Aff);
  12. Se estiver com uma gripinha, não vá! Isso vale para resfriados ou qualquer outro tipo de doença seja sua ou de seus filhos;
  13. Se tiver filhos, pergunte a mãe se tem problema levá-lo e converse com ele antes para que não façam muitas estripulias (apesar de eu achar isso meio chato de colocar aqui, tem mãezinha que se importa com isso – eu confesso que como tenho a Bianca e a Laura, hoje eu não me importo, pois a Bianca grita, chora, berra, beija, aperta a Laura e as vezes ela até adora (ela já até mordeu!), mas quando se tem o primeiro filho, a nova mãe não está acostumada e pode não gostar);
  14. Coma antes de ir (não espere que a nova mãe lhe ofereça um lanche/banquete) e não vá perto dos horários das grandes refeições;
  15. Não peça para a mãe acordar o bebê (isso realmente me irrita, pois como eu sigo horários, então acho chato ter que acordar meu bebê por causa da visita – muitas vezes eu já falo qual seria o melhor horário para as visitas, queridos amigos e familiares, agora vocês já sabem o porquê, eu não acordo mesmo);
  16. Não pegue na mão e no pé do bebê, nem beije no rosto. Apesar de ter a Bianca e ela fazer isso o tempo inteiro, visita é diferente, então por favor. Ahhhh eu realmente não fico chateada se as crianças fizerem isso, principalmente se ela terá um irmãozinho a vista (esse comentário é especial para a Marla e o Luquinha, afinal de contas a Lala é do Luca “Minha Lala”), mas fique de olho pois criança é imprevisível;
  17. Se você for intimo do casal, pergunte se necessitam de alguma coisa e também não custa nada ajudar com alguma coisa na casa mesmo se “não precisar”, seja lavando a louça, estendendo uma roupa, varrendo o chão sujo ou colocando os brinquedos no lugar (acredite isso é o melhor presente);
  18. Evite dar conselhos e palpites (ninguém merece você tentando se adaptar a essa nova vida e todos vem te dar um conselho de como fazer melhor ou dessa maneira é mais certa, então evite ficar falando coisas do tipo “na minha época dava-se chazinho”, “com a minha filha funcionou perfeitamente”, “dá peito que é fome”, “eu enfaixei o umbigo e não deu nada” etc..);
  19. Só tire fotos ou publique na internet se os pais permitirem ou não forem contra;
  20. Se o bebê estiver mamando, não atrapalhe, não peça para segurar antes do termino, não constranja a mãe pedindo para fazê-lo arrotar (as vezes o bebê demora para mamar tudo o que quer, as vezes dorme durante o mamar, parando varias vezes durante a amamentação, então espere até que a mãe termine de dar tudo). E principalmente mães que como eu, não utiliza livre demanda, tem que dar todo o mamar, nem que isso leve 40 minutos. Então por favor espere;
  21. Fique de olho no horário, pois visitas longas costumam deixar a família cansada. E se o dia/noite foi ruim ou muito difícil visitas no final do dia costuma deixar a mãe ainda mais exausta;
  22. Evite aglomerações em cima do bebê, pois ele ainda está se acostumando com o novo mundo ao redor dele;
  23. A amamentação é um momento muito intimo da mãe com o bebê, pode ser que a mãe não goste, então deixe esse momento mais reservado para os dois. Evite falar sobre a amamentação, pois a adaptação pode não estar sendo das melhores;
  24. Caso a mãe seja grossa ou fria, por favor releve pois esse período é bem difícil, os hormônios estão a flor da pele e provavelmente ela deverá estar exausta e cansada (e mãezinhas filtrem o que disserem para vocês, as vezes as pessoas tentam ajudar, mas só conseguem te deixar ainda mais confusa ou estressada);
  25. E por fim evite fazer comparações entre irmãos ou entre outros bebês (isso é muito chato e desnecessário).

 

2015-03-28 12.24.20Desculpe familiares e amigos se algum item desta lista você não gostar ou ter passado comigo, mas cá entre nós muitas mães/pessoas pensam igual mas não tem coragem de dizer, por isso vim aqui pra escrever! Rs.

Visitar recém-nascido é bom demais, eles são fofos, lindos, cheirosos e gostosos, mas pode ser que eles precisem de um pouco mais de tempo longe de tumultos por causa do estresse do parto e das dificuldades iniciais com a saúde e por causa da baixa imunidade, então analise!

Receber visita é bom também e apesar do cansaço inicial dos primeiros anos de vida, receber parentes e amigos nos faz sentir amadas e não esquecidas. Mas lembre-se de que vale o bom senso e discernimento! Faça com os outros aquilo que gostaria que fizessem com você (como em tudo na vida) e dê boas vindas a nova família que acabou de se formar ou crescer!

 

Se gostou, dê um like e compartilhe essa ideia…e se você tem alguma outra dica de outro, por favor comente e vamos conversar.

 

 

 

 

 

Tags :
Voltar ao artigo anterior
Ir ao próximo artigo

Sobre Vanessa Almeida Moyses

Oi meninas, sou a Vanessa, Mãe de duas princesas, Bianca com 3 anos e Laura com 5 meses, alem disso sou dona de casa, professora escolar e blogueira. Tenho diversos hobbys, o que mais me realiza é ser mãe em tempo integral e descobrir como realizar as tarefas de maneira mais fácil e didático possível em benefício das minhas meninas.

Deixe uma Resposta

Prometemos não incomodar.
Os campos com * são obrigatórios.

*

Voltar ao Topo