COMO NASCE UMA MÃE (MEU CASO)

Era uma vez um menino chamado Du que se encantou por uma menina chamada Nê, ou melhor, eu. Eles namoraram por alguns anos e de repente o Du resolveu que era a hora de juntar os trapinhos com a Nê. O destino ainda quis acelerar esta união, ele foi transferido e juntos embarcaram numa aventura que pode-se chamar, breve morada do RJ.

No ano seguinte casamos em Brasília e após alguns meses da celebração fomos visitar um casal de amigos que tiveram uma menininha (a Rafinha da Babys). O digníssimo se encantou pela pequena falou: “Amor eu quero um brinquedo desse. ”

Os meses seguintes foram tumultuados pois perdi muitos familiares e a minha saúde estava ruim, comecei a tomar muitos remédios até que… “Ai minha gastrite! ” Esse foi o primeiro nome da minha filha. Na realidade eu estava tratando de diversos problemas de saúde, desde H pylore no estomago à injeções para imunidade e depressão. E jamais imaginei que estava grávida. No meio desse turbilhão de médicos e remédios decidi fazer um exame de farmácia (de tanto que as pessoas falavam, insistiam e insistiam que eu estava grávida) e….PLIM! Não satisfeita fui fazer o exame de sangue e….PLIM! Ainda não satisfeita ainda fui fazer um ultrassom na emergência e….PLIM!

Como diz meu marido só caiu a ficha após eu ver o bebe na barriga, na realidade, uma mancha que o plantonista dizia ser o saco gestacional, e o corpo lúteo estava tão grande, ou seja, eu estava tão grávida, mais tão grávida, que o plantonista achou que fossem duas crianças (meu sonho, ter gêmeos).

O fato é que depois de exatamente cinco dias desde o primeiro exame até o ultrassom, a apreensão era enorme pois estava no início da gravidez e eu já tinha tomado diversos medicamentos impróprios (vacina de HPV, injeções para imunidade, seis antibióticos por dia e fluoxetina para a depressão). Como podia estar grávida? E agora? Como será que está o bebe?

Vixe…sou mãe!

Tags :
Voltar ao artigo anterior
Ir ao próximo artigo

Sobre Vanessa Almeida Moyses

Oi meninas, sou a Vanessa, Mãe de duas princesas, Bianca com 3 anos e Laura com 5 meses, alem disso sou dona de casa, professora escolar e blogueira. Tenho diversos hobbys, o que mais me realiza é ser mãe em tempo integral e descobrir como realizar as tarefas de maneira mais fácil e didático possível em benefício das minhas meninas.

Deixe uma Resposta

Prometemos não incomodar.
Os campos com * são obrigatórios.

*

Voltar ao Topo