DEIXE A CRIANÇA SER CRIANÇA

Oi meninas,

Hoje segue uma reflexão minha sobre o tema “Deixe a criança ser criança”.

Primeiro quero falar uma frase que como educadora acho importantíssimo salientar: A impossibilidade de brincar representa para a criança a não possibilidade de viver a infância! Brincar é coisa muito séria! Brincar é essencial para a formação do individuo! Brincar faz parte do desenvolvimento infantil! Então comece hoje deixando seu filho brincar…

Segundo quero mostrar para você um vídeo que visualizei pelo Facebook e refleti sobre: “Quando você era criança, o que fazia para se divertir?” Essa pergunta foi feita a três gerações e você não tem ideia das respostas dadas, então antes de continuar lendo o meu texto veja o vídeo abaixo, Conflito de gerações do Canal do You Tube Vida em Equilíbrio e versão original do Canal Natureza Valley Canadá.

A minha Bianca adora jogar no celular e agora ela descobriu os vídeos no You Tube, por culpa minha, eu confesso, por conta do blog tenho que pesquisar sobre muita coisa, aprender a seguir as tendências, fazer videos, aprender a ser blogueira e conhecer outros famosos. Resultado disso a Bianca simplesmente adora ver os videos das coisas mais idiotas que você imaginar (desculpe o termo idiota). E quando vi esse vídeo acima, me identifiquei,  me impressionei e me choquei ao mesmo tempo.  Apesar de eu não deixar ela ficar ligada na tecnologia o tempo inteiro, notei que ela gosta e está ficando vidrada (principalmente nesses vídeos do You Tube).

Então isso me fez pensar o que podemos fazer para modificar isso. Como?

O terceiro ponto de post é a lista que eu comecei a fazer baseado nas minhas divagações sobre o tema, segue abaixo minhas dicas:

  1. Primeiro de tudo viva bons momentos com seus filhos (isso é essencial para a formação deles);
  2. Faça atividades físicas alegres junto com ele, seja correr, dançar, andar de bicicleta, skate, jogar bola, ou alguma outra coisa;
  3. Deixe-as fazer criancice sempre que quiser, mas lógico que tem momentos que deverão ser evitados, mas vale o bom senso, não poda seu filho o tempo inteiro;
  4. Evite mexer muito em tecnologias perto deles (acredite o que criança vê, criança faz);
  5. Planeje a vida tecnológica deles, ou seja, preveja uma idade em que eles possam ter alguma coisa caso queiram (eu recomendo não dar celular, tablets, videogames e outros eletrônicos muito cedo, mas vai da necessidade de cada casa);
  6. Prefira dar brinquedos que façam a criança se mexer, como por exemplo bicicleta, patins, skate, corda, bambolês, bolas e outros;
  7. Se possível coloque-a em alguma atividade esportiva, podendo ou não ser ao ar livre, vale até as atividades artísticas ou que mexam com a inteligência, mas não lotem a agenda dele com essas atividades (isso será discutido em outro post);
  8. Deixe-a fazer as atividades que ela quiser (no momento certo né), como por exemplo ela quer ir ao parquinho ou pintar ou brincar de massinha ou brincar de mamãe e filhinha (minha Bi adora isso). Não podemos impedir toda vez que as crianças pedirem, então permita-se ou permita-a;
  9. Deixem exercer livremente sua imaginação (poxa, isso é prioritário para o desenvolvimento);
  10. Deixe-as comer besteiras, mas sem exagero e na hora certa;
  11. Estimule a ler livros, revistinhas, estimule a desenhar e fazer atividades pedagógicas em casa;
  12. Ensine-as a fazer as tarefas de casa, como guardar brinquedos, arrumar sua cama, guardar seus sapatos (coisas simples e básicas);
  13. Deixe-os a assistir desenhos, filmes e a jogar videogames porque isso também faz parte (mas você poderá limitar o tempo e o tipo de programa);
  14. Ensine-os a brincar com as brincadeiras que mais gostava na sua infância pois isso permite não deixar morrer a infância de antigamente e ter bons momentos com seu filho (gente a tecnologia esta muito enraizada em nós então permita que não se morra o que era bom);
  15. Mas o principal no meu ponto de vista, mntenham sempre que possível em contato com a natureza, levando-os aos zoológicos, praias, cachoeiras, lagoas, vá pescar, vá ao clube, vá andar a cavalo, vá à fazenda, dê comida aos bichos, plante uma arvore, deixe-os subir nelas, ensine-o a importância da preservação da natureza, leve-os aos parques (não é só o do prédio, mas aqueles com pistas de corrida, laguinhos, parques de areia ou com parques para criança), enfim…
  16. Deixe a criança ser… naturalmente criança!

 

“São poucos os pais que realmente compreendem e valorizam a importância do brincar para o desenvolvimento físico e psíquico do seu filho. A maioria ainda limita a brincadeira infantil a um simples passatempo para preencher o tempo ocioso, ou seja, consideram o brincar da criança como algo irrelevante. Na busca pela produtividade optam por matricular seus filhos em aulas de natação, idiomas, computação, entre tantas outras atividades oferecidas pelo mercado atual, mas se esquecem do fundamental, que é onde a criança aprende mais e melhor: na brincadeira, onde ela aprende sobre limites e possibilidades, propriedades dos objetos, regras de convívio em sociedade, a encontrar soluções para diferentes questões, modos de lidar com conflitos, entre tantas outras infinidades de questões.“ 

Trecho retirado do site antroposofy.com.br

E para finalizar minha reflexão, “Não se irrite quando alguém te chamar de criança, saiba que para ser um ser um bom adulto, precisamos ser tão grandes quanto nossos pequenos.” Stonny Wanderley

 

Se gostou, dê um like e compartilhe essa ideia…e se você tem alguma dica de como deixar a criança ser criança, por favor comente e vamos conversar.

 

 

Tags :
Voltar ao artigo anterior
Ir ao próximo artigo

Sobre Vanessa Almeida Moyses

Oi meninas, sou a Vanessa, Mãe de duas princesas, Bianca com 3 anos e Laura com 5 meses, alem disso sou dona de casa, professora escolar e blogueira. Tenho diversos hobbys, o que mais me realiza é ser mãe em tempo integral e descobrir como realizar as tarefas de maneira mais fácil e didático possível em benefício das minhas meninas.

Deixe uma Resposta

Prometemos não incomodar.
Os campos com * são obrigatórios.

*

Voltar ao Topo