O DILEMA DA INTRODUÇÃO ALIMENTAR

Oi meninas,

Hoje quero falar um pouquinho sobre a alimentação da criança no primeiro ano de vida. Que o leite materno é fundamental para a saúde das crianças nos primeiros 6 meses de vida todo mundo já está careca de saber. Que ele é o alimento mais completo e adequado e que ainda fornece proteção contra infecções e possíveis alergias também. Mas como introduzir a alimentação após esse período de amamentação exclusiva? Começo pela papa salgada ou pela papa doce? Devo dar líquidos junto?

watermelon-846357_1920Primeiro de tudo, nesse período de amamentação exclusiva que vai até o 6°mês de vida é desnecessária a complementação com qualquer outro alimento, não sendo necessário oferecer nem mesmo água ou chá, pois o leite materno supri todas as necessidades da criança, porém a partir dos 6° mês é necessário a introdução de novos alimentos para que seja suprido o gasto calórico necessário nessa fase e para que a criança continue crescendo saudável.

A amamentação é recomendada pelo menos até os 2 anos de vida, mas eu sempre digo que vai da capacidade da mãe em continuar e dela querer também. Já com a introdução de alimentos, o ideal é que se comece aos 6 meses, mas para as mães que voltam a trabalhar no quarto mês, as vezes se tornam impossível manter a exclusividade até o sexto mês. Nesse caso alguns pediatras recomendam iniciar os alimentos e outros que continuem somente o uso de leite mesmo que seja com o artificial.

DSC_0029-2Mas uma coisa é certa a introdução deve ser de forma lenta e gradual, um alimento por vez, sempre observando a intolerância e as alergias. Se a criança recusar o alimento, não desistir, insistir pelo menos 8 vezes, até perceber uma recusa persistente. O primeiro pediatra da Bianca sugeriu que eu começasse pela papa salgada e assim foi feito já o pediatra da Laura (eu troquei quando a Laura completou 7 meses) sugeriu que eu começasse pela papa doce, mas como eu tive um bom sucesso com a Bianca decidi começar também pela salgada. Não existe um consenso quanto a isso entre os pediatras, mas eu prefiro começar pela salgada, então vai minha dica! Com relação aos líquidos é melhor evitar, mas até a adaptação dos alimentos eu sempre dei um pouco de LM após as refeições (isso no primeiro mês, depois eu cortei essas mamadas – os pediatras não recomendam fazer isso).

E eu recebi, de uma nutricionista, o seguinte quadro nutricional para a introdução:

 

1ª semana

 

Ao acordar 07:00 Colação 09:30

 

Almoço 11:30

 

Lanche da tarde 14:00

 

Antes de dormir 17:00

 

Leite materno (livre demanda)

 

Leite materno (livre demanda)

 

Refeição de sal (legumes + óleo vegetal)

 1 prato raso

Leite materno (livre demanda)

 

Leite materno (livre demanda)

 

Observação: Caso a criança acorde durante a noite com fome, e não tiver leite materno, faça um complemento de leite artificial (água +leite) para criança e dê no copinho.

  

2ª semana

 

Ao acordar 07:00 Colação 09:30

 

Almoço 11:30

 

Lanche da tarde 14:00

 

Antes de dormir 17:00

 

Leite materno (livre demanda)

 

Leite materno (livre demanda)

 

Refeição de sal (legumes + arroz + óleo vegetal)

1 prato raso

Fruta amassada

1 unidade pequena

 

Leite materno (livre demanda)

 

Observação: Caso a criança acorde durante a noite com fome, e não tiver leite materno, faça um complemento de leite artificial (água +leite) para criança e dê no copinho.

 

3ª semana

 

Ao acordar 07:00 Colação 09:30

 

Almoço 11:30

 

Lanche da tarde 14:00

 

Antes de dormir 17:00

 

Leite materno (livre demanda)

 

Leite materno (livre demanda)

 

Refeição de sal (legumes + arroz + feijão + óleo vegetal)

1 prato raso

 

Fruta amassada

1 unidade pequena

 

Leite materno (livre demanda)

 

Observação: Caso a criança acorde durante a noite com fome, e não tiver leite materno, faça um complemento de leite artificial (água +leite) para criança e dê no copinho.

 

4ª semana

 

Ao acordar 07:00 Colação 09:30

 

Almoço 11:30

 

Lanche da tarde 14:00

 

Antes de dormir 17:00

 

Leite materno (livre demanda)

 

 

Fruta amassada

1 unidade pequena

 

Refeição de sal (legumes + arroz + feijão + óleo vegetal)

1 prato raso

 

Fruta amassada

1 unidade pequena

 

Leite materno (livre demanda)

 

 

Ao final do 1º mês a introdução alimentar ficará da seguinte forma:

 

Ao acordar 07:00 Colação 09:30

 

Almoço 11:30

 

Lanche da tarde 14:00

 

Jantar 17:00 Antes de dormir 20:00

 

Leite materno (livre demanda)

 

 

Fruta amassada

1 unidade pequena

 

Refeição de sal (legumes + arroz + feijão + óleo vegetal)

1 prato raso

 

Fruta amassada

1 unidade pequena

Refeição de sal (legumes do grupo B + arroz + feijão + óleo vegetal)

1 prato raso

Leite materno (livre demanda)

 

 

 No 7º mês

Acrescentar gema de ovo na comida de sal, iniciar com ¼, aumentando progressivamente até chegar a uma gema.

 

No 8º mês

Acrescentar frango, carne vermelha ou peixe uma vez ao dia.

 

Ao completar 1 ano

 

Ao acordar 07:00 Colação 09:30

 

Almoço 11:30

 

Lanche da tarde 14:00

 

Jantar 17:00 Antes de dormir 20:00

 

Leite materno (livre demanda) + fruta ½ unidade + fonte de carboidrato1 porção pequena

 

 

 

Fruta amassada

1 unidade pequena

 

 

 

 

Refeição de sal

1 prato raso

 

Fruta amassada

1 unidade pequena

 

 

 

Refeição de sal

1 prato raso

 

Leite materno (livre demanda)

 

Fonte de carboidrato: cuscuz, batata, mandioca, beiju, peta, cara, inhame, milho, biscoito, pão, bolo.

Fonte de legumes: abóbora, abobrinha, beterraba, cenoura, batata, chuchu.

Fonte de leguminosas: feijão, lentilha, ervilha.

 

Orientações Gerais:

– Amassar os alimentos com o garfo;

– Não bater no liquidificador;

– Tentar seguir os horários das refeições;

– Oferecer variedades de frutas e legumes;

– Oferecer água nos intervalos das refeições;

– Dar preferência a carnes brancas;

– Fazer a refeição em lugar tranqüilo e arejado;

– Utilizar pouco sal no preparo das refeições.

 

 

Reveja o primeiro capítulo discutido sobre introdução alimentar – Será que a introdução alimentar é um bicho de 7 cabeças? click aqui. E o segundo capítulo – Alimentação é mais que nutrição, click aqui.

 

E se gostou, dê um like e compartilhe essa ideia…e se tem alguma dica comente e vamos conversar.

 

Tags :
Voltar ao artigo anterior
Ir ao próximo artigo

Sobre Vanessa Almeida Moyses

Oi meninas, sou a Vanessa, Mãe de duas princesas, Bianca com 3 anos e Laura com 5 meses, alem disso sou dona de casa, professora escolar e blogueira. Tenho diversos hobbys, o que mais me realiza é ser mãe em tempo integral e descobrir como realizar as tarefas de maneira mais fácil e didático possível em benefício das minhas meninas.

Deixe uma Resposta

Prometemos não incomodar.
Os campos com * são obrigatórios.

*

Voltar ao Topo